Perguntas e Respostas

Empresas

Após os 4 anos iniciais de operação do Sistema de Etiquetagem Energética de Produtos (SEEP) foi necessário avançar para uma nova fase de afirmação enquanto ferramenta de promoção da eficiência energética. Por isso, as regras do sistema de etiquetagem mudaram para que passasse a funcionar num modelo mais dirigido ao consumidor e mais sustentável, com um forte envolvimento da indústria do setor das janelas.

Mudou a forma de emitir etiquetas (integrada com os softwares de negócio), muda a marca (acaba a marca SEEP, surge a marca CLASSE+), muda a etiqueta (mais clara e próxima do consumidor), muda a forma de adesão (mediante a subscrição de planos anuais), entre outras coisas. Com estas mudanças, a etiqueta energética de janelas afirma-se cada vez mais como um padrão de mercado e uma referência para sistemas de incentivos e para regulamentos técnicos em Portugal. 

Sim. Desde 1 de janeiro de 2018 que só podem ser aderentes as empresas que subscrevam um dos planos estabelecidos para o efeito (ver tabela no final deste documento). Se não o fizer, não poderá emitir etiquetas e também não poderá usar a marca e/ou a etiqueta energética na sua promoção comercial.

Basta aceder ao Portal CLASSE+ na área de empresas e preencher o formulário on-line disponível para o efeito. Após confirmação do pagamento do plano e validação da informação preenchida, serão atribuídas as credenciais de acesso para poder a emitir etiquetas e poder usar a nova marca (se o plano a que aderiu o permitir). Em alternativa à adesão on-line, pode sempre contactar a ADENE – Agência para a Energia através de classemais@adene.pt ou pelo telefone 214 722 800.

Sim. A plataforma SEEP Janelas pode agora integrar com os softwares de negócio usados pelas empresas na sua atividade habitual (PrefSuite, Gesfácil, Opera, Hetmo, ReynaPro, etc.), dispensando assim a necessidade de aceder paralelamente à plataforma e lá preencher os dados de cada janela. Desta forma, tudo pode estar à distância de um clique, desde o cálculo e inclusão da classe energética nos orçamentos até à emissão das etiquetas finais das janelas fabricadas. Contacte o seu fornecedor de software para que lhe disponibilize essa opção.

Além da integração com softwares de gestão de negócio, existirá também a opção de emitir etiquetas em lotes (mediante simples upload de um ficheiro MS Excel na plataforma, que devolve depois as etiquetas já feitas e em lote) e a possibilidade de utilizar etiquetas pré-impressas para afixação no caixilho. Contacte a ADENE para mais detalhes.

Sim, a marca original SEEP é substituída pela marca CLASSE+ que passará a estar associada à etiquetagem energética de janelas. Mais distintiva e próxima do consumidor, a nova marca vem afirmar toda a mudança que se operou a partir de 2018. De notar que só as empresas aderentes poderão usar a nova marca e apenas se as condições específicas do plano a que aderem assim o permitirem. A marca original SEEP desaparece e não poderá ser mais utilizada em materiais promocionais ou em quais elementos de comunicação.

Sim, o design da etiqueta também foi revisto para a tornar mais clara e percetível para o consumidor, mediante o uso de escalas e pictogramas para alguns dos parâmetros numéricos. Isso vem também facilitar o uso da etiqueta como instrumento de comunicação pelas empresas, na sua interação com os seus clientes. Foi também criada a classe “A+”, para permitir maior distinção entre produtos.

Não, os mais de 250 instaladores formados ao longo dos últimos anos pela Academia ADENE mantém as suas qualificações e vêm reforçado o seu papel, por exemplo, na pontuação de mérito de candidaturas apresentadas a sistemas de incentivos. Importa recordar que os formandos que completaram o curso podem e devem pedir o certificado CERTIF de Instalador de janelas eficientes, pois este poderá ser condição para pleno usufruto dos benefícios de ser instalador formado.

Simples! Contacte a ADENE – Agência para a Energia através de classemais@adene.pt ou pelo telefone 214 722 800 e teremos todo o gosto em ajudar.